Facebook Twitrer

ANUNCIANTES:

Quase nove mil cadastros do Bolsa Família no Piauí possuem indícios de fraudes - Rádio Primeira Capital
NOTÍCIA

04/01/2018 às 13h12min - Atualizada em 04/01/2018 às 13h12min

Quase nove mil cadastros do Bolsa Família no Piauí possuem indícios de fraudes

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) divulgaram nesta quinta-feira (04) o resultado da auditoria nos dados oficiais declarados pelos beneficiários do Programa Bolsa Família. O objetivo era identificar indícios de pagamentos indevidos.

 

O público-alvo do Programa eram as famílias que vivem em situação de extrema pobreza, ou seja, aquelas que possuem renda mensal de até R$ 85 por pessoa, e de pobreza, em a renda mensal por pessoa fica entre R$ 85,01 e R$ 170.

 

No Piauí, segundo o relatório da CGU, os benefícios de 42.231 famílias foram bloqueados porque estas tiveram renda per capita inconsistente identificada entre R$ 170,00 e meio salário mínimo (R$ 440,00), visto que se enquadrariam na regra de permanência, onde variações pontuais de renda não alteravam a condição estrutural de pobreza. Nestes casos, é preciso que o beneficiário faça o recadastramento para o desbloqueio.

 

Já para aquelas com renda superior a meio salário mínimo, foi aplicado o cancelamento do benefício, que atingiu 13.636 famílias no Piauí. O Estado, segundo o relatório, tinha uma população em 2016 de 3.212.180,00 e 451.923 famílias estavam cadastras na folha do programa. Deste número apenas 13.746 fizeram a atualização dos dados, que é obrigatório a cada dois anos. 

 

A CGU também realizou a comparação entre as rendas registradas em outras bases de dados oficiais com aquelas declaradas no Cadastro Único, a fim de identificar famílias que teriam fornecido informações inverídicas. Os números revelam que dentre as mais de 451 mil famílias beneficiadas no Piauí 8.663 possuem indícios de terem falseado a declaração da informação de renda no momento do cadastro, o que representa o pagamento indevido às estas famílias nos últimos dois anos.

 

Nas situações em que a irregularidade ficar comprovada, após a condução de processo administrativo, serão aplicadas sanções legais, tais como devolução de valor e impossibilidade de retornar ao Programa por um ano.

 

O Bolsa Família surgiu em 2003 com a finalidade de melhorar as condições socioeconômicas das famílias pobres e, sobretudo, extremamente pobres. Para isso, o volume de recursos destinados ao Programa por ano consiste no montante de cerca de R$ 28 bilhões.

AUTOR/FONTE: Portal o Dia

RPC 830

([email protected])

DEIXE UM COMENTÁRIO
VEJA TAMBÉM

20/07/2018

Avião com Wilson Martins e o oeirense Zé Augusto Nunes faz pouso forçado em Timon

Avião com Wilson Martins e o oeirense Zé Augusto Nunes faz pouso forçado em Timon

19/07/2018

Academia Zacarias de Artes Marciais realiza VII edição da Copa de Karate Interestilos em Oeiras

Academia Zacarias de Artes Marciais realiza VII edição da Copa de Karate Interestilos em Oeiras

19/07/2018

SANTOS AUTOESCOLA realiza aula inaugural da turma do curso de formação de condutores em Oeiras

SANTOS AUTOESCOLA realiza aula inaugural da turma do curso de formação de condutores em Oeiras

17/07/2018

Wellington Dias comunica a Themístocles que Regina vai ocupar a vice na chapa majóritaria

Wellington Dias comunica a Themístocles que Regina vai ocupar a vice na chapa majóritaria

VISITE-NOS

Rádio Primeira Capital

Rádio Primeira Capital AM - 830 KHz

Telefone: (89) 3462-1200 • Diretor-geral: Divino Sousa

Praça Coronel Orlando de Carvalho, 400, Centro - Oeiras Piauí - CEP: 64500-000

© Copyright - 1983 - 2018 - todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium