No ar
Terça, 26 de maio de 2020
(89) 3462-1200 / (89) 99464-6677
Brasil

03/04/2020 ás 07h43

210

Redação

Oeiras / PI

Wellington Dias quer reverter verba da merenda em auxílio para estudantes
Assim, a proposta seria dividir esse montante entre os alunos das escolas estaduais e depositar a quantia na conta bancária do responsável por esse estudante.

O governador afirmou que está analisando algumas formas de auxiliar a população mais vulnerável que não tiver acesso ao benefício sancionado pelo Governo Federal, que será pago durante a pandemia.





Após se reunir por videoconferência com representantes de diversos órgãos estaduais nesta quinta-feira (02), o governador Wellington Dias afirmou que está analisando algumas formas de auxiliar a população mais vulnerável que não tiver acesso ao benefício emergencial sancionado pelo Governo Federal, que será concedido durante a pandemia de coronavírus (covid-19). Dentre as possibilidades, está converter o recurso da merenda escolar em auxílio financeiro para os chefes de famílias com estudantes matriculados na rede estadual de ensino.


Wellington se reuniu virtualmente com a vice-governadora, Regina Sousa, e com os secretários de Educação, Ellen Gera; da Defesa Civil, Geraldo Magela; de Justiça, Carlos Edilson; e de Assistência Social e Cidadania, Zé Santana; além do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico.


 

“Vamos fazer busca ativa para que essas pessoas sejam ajudadas por nós, reunindo todos os órgãos possíveis para alcançar o máximo de famílias. É preciso levantar o que falta em termos documentais e resolver. Os que não se enquadrarem, vamos ajudar por outras fontes” declarou o chefe do executivo estadual.


Segundo informações da Coordenadoria de Comunicação Social do Piauí, o estado desembolsa mensalmente mais de R$ 4 milhões com merenda escolar, sendo a maior parte desse recurso oriunda do tesouro estadual. Assim, a proposta seria dividir esse montante entre os alunos das escolas estaduais e depositar a quantia na conta bancária do responsável por esse estudante.


Wellington Dias também analisa a possibilidade de transformar o recurso do transporte escolar em auxílio emergencial, com a compra de cestas básicas.


Sobre os profissionais autônomos, o governador determinou que a Junta Comercial (Jucepi) e outros órgãos competentes devem concentrar esforços para pensar o cadastramento e enquadramento desses cidadãos, para que possam receber algum auxílio.


Números da Secretaria de Educação (Seduc) apontam que o Piauí conta com 135 mil estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino.



FONTE: GP1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium